100 dicas de poupança (1)

ÁGUA

1. INSTALE REDUTORES DE CAUDAL NAS TORNEIRAS E CHUVEIROS

fatura anual da água seja 40% mais barata

2. FECHE AS TORNEIRAS Ao lavar os dentes, as mãos, os pratos ou a roupa, não deixe a água a correr desnecessariamente.

3. CUIDADO COM AS TORNEIRAS QUE PINGAM Uma torneira a pingar pode representar cerca de 6.000 litros anuais de desperdício, de acordo com a EPAL.

4. COLOQUE UMA GARRAFA NO AUTOCLISMO Ao colocar uma garrafa de água de 1,5 litros no autoclismo é possível reduzir o consumo, em média, 7.000 litros e, com isso, diminuir a conta da água.

5. APROVEITE TODA A ÁGUA Todos os dias desperdiçamos água, nomeadamente no duche, antes de a água quente começar a correr. Por isso, passe a aproveitar essa água, assim como a da chuva para vários fins, como por exemplo: para regar as plantas, para lavar o chão ou o carro.

6. VEJA ONDE ESTÁ A DESPERDIÇAR MAIS ÁGUA Faça uma simulação, no simulador da Deco, e veja onde é que está a desperdiçar água. Para tal, deve inserir no simulador os dados específicos sobre o uso de vários equipamentos e o nível de eficiência, como por exemplo: Toma banho de imersão ou duche? Quantas vezes utiliza as máquinas de lavar? Depois de colocar os seus consumos, o simulador faz uma estimativa de quanto gasta, quanto pode poupar e em que áreas da casa pode ter consumos mais moderados.

CONSELHOS PARA POUPAR POUPE ATÉ 50 EUROS EM ÁGUA com bons hábitos de utilização e os dispositivos certos, diz a Deco.

UM CONSELHO Meça os consumos das torneiras e chuveiros antes de comprar dispositivos economizadores.

Nas torneiras e chuveiros, verifique o tempo que demora a encher um recipiente com um litro de água.

Depois divida 60 pelo tempo anotado.

Se o débito for elevado, ou seja, exceda os nove litros por minuto, instale limitadores de fluxo.

A Deco aconselha também a instalar, mesmo se o fluxo exceder seis litros por minuto.

Aproveite a água desperdiçada todos os dias no duche para lavar o carro NO INVERNO maximize a exposição solar SABIA QUE 25% 30% A das necessidades de aquecimento se devem às perdas de calor que se originam nas janelas, de acordo com o Guia da Eficiência Energética, da ADENE

ELETRICIDADE

7. PINTE AS PAREDES E OS TETOS DE CORES CLARAS Este pequeno truque pode fazer a diferença na conta da eletricidade.

8. EVITE ‘ABAT-JOURS’ MUITO OPACOS Quando comprar um candeeiro, evite ‘abat-jours’ opacos porque obrigam à utilização desnecessária de lâmpadas mais potentes e, consequentemente, mais gasto de energia.

9. APOSTE NUM BOM ISOLAMENTO PARA AS JANELAS Se vai construir uma casa de raiz ou fazer obras, não poupe no isolamento de todos os acabamentos exteriores. Ganhará em conforto e poupará dinheiro em climatização. Instale janelas com vidro duplo ou janelas duplas e caixilharias com corte térmico. Para tapar fugas ou diminuir as infiltrações de ar de portas e janelas, pode utilizar materiais fáceis e baratos como o silicone, massa ou fitas isolante.

10. NO INVERNO MAXIMIZE A EXPOSIÇÃO SOLAR É uma forma de reduzir a necessidade de aquecimento e a utilização de iluminação artificial, levantando os estores e abrindo os cortinados.

11. NO VERÃO FAÇA O OPOSTO No verão utilize estores exteriores, para reduzir a necessidade de refrigeração condicionada. Evite também a entrada de raios solares diretos durante o dia e facilite a ventilação natural durante a noite, abrindo as janelas em lados opostos da casa.

3. TIRE PARTIDO DA TARIFA BI-HORÁRIA Se os seus consumos são muito intensivos, e já não tem muita margem de manobra para reduzi-los, opte pela tarifa bi-horária.

14. PRIVILEGIE AS LÂMPADAS ECONOMIZADORAS Evite as lâmpadas incandescentes. Prefira lâmpadas de halogéneo, LED ou fluorescente, consoante a divisão da casa e a necessidade de iluminação.

15. EVITE O ‘STAND-BY’ E OS CONSUMOS “FANTASMA” Desligue completamente os aparelhos quando não estão em uso e evite deixá-los em modo ‘stand-by’. Os equipamentos estão em ‘stand-by’ quando estão a consumir energia, sem estarem a desempenhar uma função e tendo indicação de consumo (tem luz de presença ligada).

16. FAÇA AS CONTAS ANTES DE COMPRAR UM ELETRODOMÉSTICO – procure adquirir um com etiqueta energética classe A. Porém, se está em dúvida entre um modelo classe A+++, mais caro, e outro classe A+, mais barato, a Deco ensina a fazer as contas, para ver se compensa: multiplique o consumo anual (kWh/ annum) mencionado na etiqueta energética pelo valor do kWh da sua tarifa de eletricidade. Veja qual é que fica mais barato ao fim de um ano e ao fim de 10 anos.

17. PREFIRA TEMPERATURAS MAIS BAIXAS NAS MÁQUINAS Sabia que as máquinas de lavar loiça e roupa são dos eletrodomésticos que mais consomem energia? Cerca de 90% desse consumo corresponde ao aquecimento da água, por isso, é importante que prefira sempre as temperaturas mais baixas.

ENTRE 15 A 20%… É quanto pode poupar na fatura da eletricidade caso escolha a iluminação correta para cada divisão da casa, de acordo com a Adene.

POUPE ATÉ 4,8% Estima-se que em cada lar português se consuma, em média, 193 kWh/ano em ‘stand-by’ e ‘off-mode’, o que corresponde a um peso de cerca de 4,8% na fatura energética anual, de acordo com o site Ecocasa. A Deco disponibiliza um site onde pode fazer simulações dos consumos em ‘stand-by’ e em ‘off-mode’.

A tradicional lâmpada de 60 W (que custa cerca de 1,2 euros) proporciona a mesma luz que uma lâmpada fluorescente compacta de 11 W (cerca de 7 euros), que é de baixo consumo. Se tivermos em consideração que o tempo de vida útil destas últimas é bastante superior às primeiras, a poupança anual será de quase 58 euros, segundo o “Guia da Eficiência Energética”, da Adene.

18. MANTENHA A MÁQUINA DE LAVAR LOIÇA IMPECÁVEL Uma boa manutenção melhora o comportamento energético dos equipamentos, por isso, limpe frequentemente o filtro da máquina de lavar loiça. Mantenha sempre cheios os depósitos de abrilhantador e sal, pois reduzem o consumo de energia na lavagem e secagem, respetivamente.

19. NÃO ABRA O FORNO DESNECESSARIAMENTE Se estiver a cozinhar no forno, deve evitar abri-lo desnecessariamente, uma vez que sempre que o faz está a perder no mínimo 20% da energia acumulada no seu interior. Desligue o forno uns minutos antes de terminar o tempo, porque o calor acumulado serve para terminar o cozinhado.

20. TROQUE O FORNO PELO MICROONDAS Sempre que possível, troque o forno pelo microondas, porque reduz o consumo de energia em cercade 60 a 70%, para além de poupar tempo, diz a Adene.

21. PASSE GRANDES QUANTIDADES DE ROUPA Aproveite o aquecimento do ferro para passar grandes quantidades de roupa de uma só vez, evitando ter que o ligar muitas vezes para pequenas quantidades de roupa.

22. MANTENHA A TEMPERATURA CONFORTÁVEL Segundo a Agência para a Energia, 20º é suficiente para manter o conforto numa casa. Nos quartos a temperatura pode variar entre os 15ºC e os 17ºC. Ligue o aquecimento só após ter arejado a casa e fechado as janelas.

23. TROQUE O AQUECEDOR ELÉTRICO POR UM A GÁS A conta da eletricidade dispara no Inverno? Provavelmente é porque nesta estação os aquecedores estão ligados durante muito tempo. Se é o seu caso, equacione trocar o aquecedor elétrico por um a gás. São mais económicos e aquecem o ambiente mais depressa que os aquecedores elétricos.

fonte – saldopositivo da cgd e deco

 

consultas jurídicas online em Portugal

Se precisar de saber algo sobre o mundo jurídico…

http://www.consultoriojuridico.net/

NOVA LEI DO ARRENDAMENTO URBANO

A Lei 31/2012, de 14 de Agosto, aprovou o Novo Regime do Arrendamento Urbano, das várias alterações introduzidas destacam-se as seguintes:

Arrendamento sem limites mínimos:

Agora passará a vigorar o prazo acordado entre as partes. Se nada se disser, aplicar-se-á um regime supletivo de 2 anos, automaticamente renováveis. Subsiste ope legis, o prazo de 30 anos como limite máximo para a duração de um contrato com prazo certo.

Quanto à renovação automática, se nada for estipulado em contrário, o contrato com prazo certo renovar-se-à automaticamente no seu termo e por períodos iguais.

 

Transmissão por morte do Contrato de Arrendamento:

Em caso de morte do arrendatário, o arrendamento será transmitido aos cônjuges, unidos de facto, ascendentes e descendentes directos, mas apenas durante dois anos. Findos estes dois anos, terá de haver renegociação do contrato.

Os beneficiários desta transmissão não poderem ter casa comprada ou arrendada no mesmo concelho ou, no caso de Lisboa e Porto, nos concelhos limítrofes.

 

Cessação do Contrato de Arrendamento:

Por denúncia

– Se o arrendatário falhar ao pagamento de duas rendas seguidas, poderá o senhorio denunciar o contrato e exigir a desocupação do imóvel no 3.º mês.

– O atraso no pagamento da renda – se o inquilino pagar a renda com mais de oito dias de atraso quatro vezes interpoladas num ano, o senhorio poderá denunciar o contrato.

– Deixa ainda de ser necessário recorrer à via judicial para o senhorio poder denunciar o contrato para demolição ou obras profundas, podendo agora ocorrer também por mera comunicação.

– O arrendatário poderá proceder à denúncia do contrato, a todo o tempo, decorrido 1/3 do prazo de duração inicial ou de renovação, mediante comunicação escrita ao senhorio com as antecedências mínimas seguintes:

a. 120 dias do termo pretendido do contrato, se o prazo deste for igual ou superior a 1 ano;

b. 60 dias do termo pretendido do contrato, se o prazo deste for inferior a 1 ano.

– Nos contratos de duração indeterminada, prevê o artigo 1100.º que após seis meses de duração efectiva do contrato, o arrendatário poderá denuncia-lo, mediante as antecedências mínimas seguintes:

a. 120 dias do termo pretendido do contrato, se, à data da comunicação, este tiver 1 ano ou mais de duração efectiva;

b. 60 dias do termo pretendido do contrato, se, à data da comunicação, este tiver até 1 ano de duração efectiva.

 

Oposição á renovação

O Senhorio poderá impedir a renovação automática do contrato, mediante comunicação escrita ao arrendatário com as antecedências mínimas seguintes:

a. 240 dias, se o prazo de duração inicial do contrato ou da sua renovação for igual ou superior a 6 anos;

b. 120 dias, se o prazo de duração inicial do contrato ou da sua renovação for igual ou superior a 1 ano e inferior a 6 anos;

c. 60 dias, se o prazo de duração inicial do contrato ou da sua renovação for igual ou superior a 6 meses e inferior a 1 ano;

d. Um 1/3 do prazo de duração inicial do contrato ou da sua renovação tratando-se de prazo inferior a 6 meses.

 

O arrendatário poderá impedir a renovação automática do contrato, mediante comunicação escrita ao senhorio, com as antecedências mínimas seguintes:

a. 120 dias, se o prazo de duração inicial do contrato ou da sua renovação for igual ou superior a 6 anos;

b. 90 dias, se o prazo de duração inicial do contrato ou da sua renovação for igual ou superior a 1 ano e inferior a 6 anos;

c. 60 dias, se o prazo de duração inicial  do contrato ou da sua renovação for igual ou superior a 6 meses e inferior a 1 ano;

d. Um 1/3 do prazo de duração inicial do contrato ou da sua renovação, tratando-se de prazo inferior a 6 meses.

 

Procedimento especial de despejo e criação do Balcão Nacional de Arrendamento

– Foi criado um procedimento especial de despejo destinado a agilizar a despejo do arrendatário quando este não desocupe o local arrendado na data prevista.

– Foi também criado o Balcão Nacional de Arrendamento: ao qual o senhorio pode recorrer para notificar o inquilino da desocupação do imóvel devido à falta de pagamento durante 3 meses.

– Em caso de oposição à notificação do Balcão Nacional de Arrendamento, por parte do inquilino será necessário recorrer ao tribunal.

 

Obras e demolições

– Caso haja necessidade de demolir o edifício ou de obras profundas que obriguem à desocupação, o contrato cessa, com o consequente direito à indemnização, excepto no caso de idade igual ou superior a 65 anos ou de incapacidade superior a 60%, em que há sempre lugar a realojamento em condições análogas.

– Caso haja necessidade de demolir o edifício ou de obras profundas que obriguem à desocupação, o contrato cessa, com o consequente direito à indemnização, excepto no caso de idade igual ou superior a 65 anos ou de incapacidade superior a 60%, em que há sempre lugar a realojamento em condições análogas.

 

Actualização das rendas

– No que diz respeito à actualização extraordinária das rendas, esta irá assentar numa base negocial: o senhorio deverá propor ao inquilino a nova renda, o qual deverá apresentar uma contraproposta. A média dos valores propostos por ambas as partes servirá para calcular a nova renda. Porém, caso não haja acordo, o senhorio terá a pagar o valor da indemnização para ficar com o imóvel disponível. Esta indemnização será equivalente a 60 rendas  (cinco anos)

Existem todavia situações especiais para as famílias carenciadas e para arrendatário com idade igual ou superior a 65 anos, ou com deficiência com grau de incapacidade superior a 60%.

Uma outra novidade prevista neste diploma é o contrato de seguro de renda., cujo objectivo é conferir uma garantia ao senhorio em caso de incumprimento por parte do arrendatário, quer em caso de não pagamento das rendas quer em caso de cobertura de risco do senhorio se tiver de demandar judicialmente o arrendatário.

 

fonte century21

 

TRAGÉDIA NA SERRA – excerto de um romance escrito por mim

“(…)

O chefe estava bem disposto. Tinha orelhas de abanão e demasiados dentes.

– Chamou-me, chefe? – perguntou Rodrigo

– Sim, está cá a TV para te entrevistar.

– Ora bolas, não me podia ter avisado? Detesto aparecer na televisão. Além disso acordei com um bufo no cabelo e estou com os olhos inchados.

– Eles chegaram, chefe – informou um dos polícias – mando entrar?

– Sim, sim, a televisão é sempre bem-vinda. – exultou o chefe passando uma mão pelo cabelo ralo.

A equipa de televisão entrou com muitas câmaras, cabos e microfones. A jornalista, com uma boca enorme, entrou com tal vivacidade que enrolou o chefe e o polícia nos vários cabos. Acabou por tropeçar e cair nos braços do chefe que corou violentamente.

– Peço imensa desculpa! – guinchou tentando em vão libertar-se dos cabos.

– Não tem de quê, não tem de quê. – tartamudeou o chefe, que se agarrava, coradíssimo, à cabeça de outro polícia.

– Não seria melhor cortar os cabos? – perguntou o polícia embaraçado.

– Meu amigo, os cabos custam dinheiro. – disse o cameraman que olhava indiferente para a cena caótica que presenciava. – esta senhora é filha do director, por isso pode ser desastrada à vontade. – mas não se preocupe, mais cedo ou mais tarde, ela acabará por se desenvencilhar. Ao fim ao cabo, ela é especialista em situações como esta.

Bastante tempo depois, após algumas quedas e tentativas de alisamento do bufo do cabelo de Rodrigo pela equipa de maquilhagem, todos estavam preparados para a entrevista.

– Mãe, pai, venham ver o Rodrigo na televisão.

– Como ele está bonito! – dizia D. Otília juntando as mãos.

– É pena ter aquele bufo na cabeça!

Na televisão, a entrevistadora seguia com a entrevista.

– Esse seu mau aspecto deve-se, com certeza, ao facto de saber que o senhor Fernandes foi libertado e jurou vingança.

– O meu mau aspecto deve-se ao facto de ter tido uma crise de comichão nos olhos. – respondeu o detective mal-humorado.

– Ah! Sofre então desse mal. Eh, eh, eu, quando vejo uma galinha… ATCHIM.

– CURRUPACO! MEIAS ESTAR AQUI!

Rodrigo corou. Valeu-lhe a televisão estar com pouca cor, ou teria que sofrer a troça dos irmãos.

– Que vem a ser isso? – perguntou a jornalista tentando manter a imensa boca na mira da câmara.

– Oh, esqueça, é uma longa história! A culpa foi do seu espirro!

– Esta é uma das consequências de transmitir em directo, caro telespectador. – declarou o sorriso da jornalista, olhando a família de Rodrigo nos olhos – Boa tarde, sou Micaela Martins.

Os irmãos e os pais de Rodrigo entreolharam-se atónitos.

– Eles estão, com certeza, a brincar.(…)

LOJAS ONLINE

O WordPress pode ser utilizado para criar lojas online, através de plugins gratuitos ou premium (leia mais em: como criar um site de e-commerce em wordpress). No entanto, a utilização de Templates WordPress é para nós a forma mais fácil de construir uma loja de e-commerce, um vez que a integração no layout já se encontra feita, sendo necessária apenas a devida estilização do template. Estilizando, recuperam-se horas e horas de trabalho que na verdade são completamente desnecessárias. Vejamos alguns Templates WordPress para e-commerce devidamente preparados para começar a realizar vendas.

mais em http://www.escoladinheiro.com/2010/08/10/12-formas-ganhar-dinheiro-com-wordpress-sem-criar-um-blog/

O que é a doença de Alzheimer e como se manifesta?

O que é a doença de Alzheimer e como se manifesta?

A Doença de Alzheimer, também conhecida como demência senil tipo Alzheimer, é a mais comum patologia que cursa com demência. E o que vem a ser demência? Popularmente, conhecida como esclerose ou caduquice, a demência apresenta como características principais:

  1. problemas de memória
  2. perdas de habilidades motoras (vestir-se, cozinhar, dirigir carro, lidar com dinheiro…)
  3. problemas de comportamento
  4. confusão mental.

Quando falamos que as demências estão constituindo um sério problema de saúde pública em todo o mundo, temos que mostrar em números o que isto representa. Hoje temos, no mundo, 18 milhões de idosos com demência, sendo 61% deles em países do terceiro mundo. Daqui a 25 anos terão 34 milhões de idosos nesta situação e a grande maioria (71%), nos países mais pobres! No Brasil, temos atualmente 1,2 milhões de idosos, aproximadamente, com algum grau de demência.

Existem várias teorias que procuram explicar a causa da doença de Alzheimer, mas nenhuma delas está provada. Destacamos:

  1. Idade: quanto mais avançada a idade, maior a porcentagem de idosos com demência. Aos 65 anos, a cifra é de 2-3% dos idosos, chegando à 40%, quando se chega acima de 85-90 anos!
  2. Idade materna: filhos que nasceram de mães com mais de 40 anos, podem ter mais tendência à problemas demenciais na terceira idade.
  3. Herança genética: já se aceita, mais concretamente, que seja uma doença geneticamente determinada, não necessariamente hereditária (transmissão entre familiares).
  4. Traumatismo craniano: nota-se que idosos que sofreram traumatismos cranianos mais sérios, podem futuramente desenvolver demência. Não está provado.
  5. Escolaridade: talvez, uma das razões do grande crescimento das demências, nos países mais pobres. O nível de escolaridade pode influir na tendência a ter Alzheimer.
  6. Teoria tóxica: principalmente pela contaminação pelo alumínio. Nada provado.

Quais sãos os sintomas? No começo são os pequenos esquecimentos, normalmente aceito pelos familiares como parte normal do envelhecimento, mas que vão agravando-se gradualmente. Os idosos tornam-se confusos, e por vezes, ficam agressivos, passam a apresentar distúrbios de comportamento e terminam por não reconhecer os próprios familiares.

À medida que a doença evolui, tornam-se cada vez mais dependentes dos familiares e cuidadores, quando precisam de ajuda para se locomover, têm dificuldades para se comunicarem, e passam a necessitar de supervisão integral para suas atividades comuns de vida diária (AVD), até mesmo as mais elementares, tais como alimentação, higiene, vestir-se…

Reconhecemos três fases na evolução da doença de Alzheimer, onde os idosos manifestam determinadas características comuns:

Fase inicial:

  • Distração
  • Dificuldade de lembra nomes e palavras
  • Esquecimentos crescente
  • Dificuldade para aprender novas informações
  • Desorientação em ambientes familiares
  • Lapsos pquenos, man não característicos de julgamento e comportamento
  • Redução das atividades sociais dentro e fora de casa

Fase intermediária

  • Perda marcante da memória da atividade cognitiva
  • Deteriorização das habilidades verais, diminuição do conteúdo e da variação da fala
  • Apresenta mais alterações de comportamento: frustração, impaciência, inquietação, agressão verbal e física
  • ALucinações e delírios
  • Incapacidade para convívio social autônomo
  • Perde-se com facilidade, tendência a fugir ou perambular pela casa
  • Inicia perda do controle da bexiga

Fase avançada

  • A fala torna-se monossilábica e, mais tarde, desaparece
  • Continua delirando
  • Transtornos emocionais e de comportamento
  • Perda do controle da bexiga e do intestino
  • Piora da marcha, tendendo a ficar mais assentado ou no leito
  • Enriquecimento das articulações
  • Dificuldade para engolir alimentos, evoluindo para uso de sonda enteral ou gastrostomia (sonda do estômago)
  • Morte.

Como é feito o diagnóstico?

Não há um teste específico que estabeleça de modos inquestionável a doença de Alzheimer. O diagnóstico de certeza só e feito através de exame patológico (biópsia do tecido cerebral), conduta não realizada quando o idoso está vivo.

Desse modo, o diagnóstico de provável Demência tipo Alzheimer é feito excluindo outras patologias que podem evoluir também com quadros demenciais, tais como:

  • Doenças de tireóide
  • Acidentes vasculares cerebrais
  • Hipovitaminoses
  • Hidrocefalia
  • Efeitos colaterais de medicamentos
  • Depressão
  • Desidratação
  • Tumores cerebrais, entre outros.

Temos atualmente um teste denominado avaliação neuro-psicológica, que pode mapear os vários aspectos da mente humana, em busca de possíveis pistas de alterações cognitivas (memória), de comportamento e de dificuldades em atuação nos vários aspectos do dia-a-dia (cuidar de finanças, gerenciar a vida e a sua casa, relacionar com parentes e amigos, depressão…). Um dos testes mais comuns é chamado de mini-exame do estado mental, que é relativamente fácil de ser executado e não cansa o idoso.

MINI-EXAME DO ESTADO MENTAL p
o
n
t
o
s
1. Orientação temporal (0-5): ANO – ESTAÇÃO – MÊS – DIA – DIA DA SEMANA
2. Orientação espacial (0-5): ESTADO – RUA – CIDADE – LOCAL – ANDAR
3. Registro (0-3): nomear: PENTE – RUA – CANETA
4. Cálculo- tirar 7 (0-5): 100-93-86-79-65
5. Evocação (0-3): três palavras anteriores: PENTE – RUA – CANETA
6. Linguagem 1 (0-2): nomear um RELÓGIO e uma CANETA
7. Linguagem 2 (0-1): repetir: NEM AQUI, NEM ALI, NEM LÁ
8. Linguagem 3 (0-3): siga o comando: Pegue o papel com a mão direita, dobre-o ao meio, coloque-o em cima da mesa.
9. Linguagem 4 (0-1): ler e obedecer: FECHE OS OLHOS
10. Linguagem 5 (0-1): escreva uma frase completa
…………………………………………………………………………………………………….
11. Linguagem 6 (0-1): copiar o desenho.
TOTAL

Como é feito o tratamento?

É dividido em duas frentes de tratamento:

  1. Tratamento dos distúrbios de comportamento: para controlar a confusão, a agressividade e a depressão, muito comuns nos idosos com demência. Algumas vezes, só com remédio do tipo calmante e neurolépticos (haldol, neozine, neuleptil, risperidona, melleril,entre outros) pode ser difícil controlar. Assim, temos outros recursos não medicamentosos, para haver um melhor controle da situação. Um dos melhores recursos são as dicas descritas neste manual (Manual do Cuidador – Convivendo com Alzheimer), onde mostramos como agir perante aos mais diferentes tipos de comportamento que o idoso ter, no período da agitação.
  2. Tratamento específico: dirigido para tentar melhorar o déficit de memória, corrigindo o desequilíbrio químico do cérebro. Drogas como a rivastigmina (Exelon ou Prometax), donepezil (Eranz), galantamina (Reminyl), entre outras, podem funcionar melhor no início da doença, até a fase intermediária. Porém seu efeito pode ser temporário, pois a doença de Alzheimer continua, infelizmente, progredindo. Estas drogas possuem efeitos colaterais (principalmente gástrico) que podem inviabilizar o seu uso. Também, somente uma parcela dos idosos melhoram efetivamente com o usos destas drogas chamadas anticolinesterásicos, ou seja, não resolve em todos os idosos demenciados. Outra droga, recentemente lançada, é a memantina (Ebix ou Alois), que atua diferente dos anticolinesterásico. A memantina é um antagonista não competitivo dos receptores NMDA do glutamato. É mais usado na fase intermediária para avançada, melhorando, em alguns casos, a dependência do portador para tarefas do dia-a-dia.

Finalizando…

A doença de Alzheimer é a causa mais comum de demência, respondendo por mais de 60% delas. Não se sabe ainda a causa ou as causas, não se tem ainda um exame de laboratório ou de imagem que possa dar o diagnóstico, ou mesmo que faça uma previsão mais acertada que a pessoa possa ter no futuro uma maior tendência para evoluir para uma demência. Não temos ainda um tratamento curativo ou que reduza a progressão desta doença, muito menos vacinas ou qualquer outro tipo de terapêutica que previna. O que temos são medicamentos que podem melhorar um pouco a memória e o comportamento, o que já é um alento e uma esperança de tratamento.

– See more at: http://www.cuidardeidosos.com.br/a-doenca-de-alzheimer/#sthash.J1KZZVfz.dpuf

dicas para mudanças

Como empacotar tudo para mudanças

Este post faz parte do Especial – Mudanças, onde darei dicas para quem quiser se mudar baseadas em minha experiência pessoal, pois nos mudaremos muito em breve.

Na última atualização sobre o andamento da nossa mudança, eu falei um pouquinho sobre como estamos identificando as caixas (tem também um post só sobre o material para mudanças), mas o post de hoje é sobre o processo de empacotar – como fazer com objetos delicados, roupa de cama, sapatos e todos os outros itens da sua casa.

Alguns precisam de certas particularidades no processo e é sobre elas que vou falar nas dicas abaixo:

  • Os primeiros itens que devem ser embalados são os pequenos itens de cada cômodo – especialmente objetos decorativos, que não são de essencial utilidade -, principalmente nos quartos, sala e escritório. Os objetos na cozinha e no banheiro podem ainda ser utilizados antes da mudança e devem ser deixados por último;
  • Regra geral: embale primeiro o que você não usa no dia-a-dia e deixe por último os itens do cotidiano;
  • Prefira sempre caixas pequenas e médias às caixas grandes, pois são mais fáceis de carregar;
  • Reforce a parte de baixo das caixas de papelão com a fita adesiva;
  • Roupas podem ser armazenadas em malas de viagem, em vez de caixas;
  • Não utilize muitos sacos para embalar pertences, em vez de caixas, pois eles são menos resistentes;
  • Tente não encaixotar líquidos (frascos de shampoo, por exemplo), pois eles correm o risco de vazar com facilidade. Programe-se para utilizar o que já tem até a data da mudança e compre novos quando chegar ao endereço novo;
  • O que deve ser encaixotado e embalado somente no último dia antes da mudança: chuveiro, gás de cozinha, cosméticos, um par de toalhas, mudas de roupas e sapatos, alguns pratos, copos e talheres utilizados no dia e panos de limpeza em uso;
  • Caixas de papelão pequenas podem armazenar fotos e itens menores, mais frágeis. Embale cada um com a proteção que achar necessária (jornal, plástico-bolha etc);
  • Coloque bolsas menores dentro de bolsas maiores para facilitar o transporte;
  • Enrole tapetes e carpetes e amarre-os com uma cordinha;
  • Pratos e outros itens frágeis de cozinha devem ser embalados com plástico-bolha. Não economize nesse quesito;
  • Não utilize jornal diretamente sobre os objetos, pois eles podem ficar manchados. Utilize plástico-bolha e, em seguida, o jornal;
  • Utilize pequenos saquinhos plásticos para embalar parafusos e outros itens pequenos. Cole com fita adesiva junto a alguma parte do móvel que pertencem;
  • Cubra quadros com papelão e amarre com uma cordinha. Depois, embale com plástico-bolha;
  • Se precisar transportar móveis com gavetas, utilize o compartimento como própria embalagem para transporte. Coloque a gaveta dentro de um saco plástico e amarre bem com fita adesiva. Dessa forma, ao chegar na casa nova, bastará tirar de dentro do plástico e encaixar no móvel correspondente, já com o conteúdo dentro;
  • Aproveite a roupa de cama fofa (cobertores, edredons) para embalar objetos delicados do quarto, como um abajour;
  • Encaixote livros utilizando caixas pequenas para facilitar na hora do carregamento (as caixas não ficam tão pesadas);
  • Caixas grandes devem guardar coisas leves, como travesseiros, roupas de cama e outros itens maiores que não pesem tanto;
  • Algumas caixas podem ficar com espaços vazios. Se os objetos guardados ali podem se quebrar com o balanço do trajeto, é melhor preencher os espaços com jornais amassados, de modo que o objeto fique mais firme;
  • Para encaixotar quadros com frente de vidro, embale cada um com plástico-bolha e amarre com uma cordinha ou fita adesiva, para proteger;
  • Sempre que encaixotar itens frágeis, escreva claramente na caixa em questão “cuidado! vidros” ou “frágil”;
  • Utilize toalhas e panos velhos para embalar artigos mais frágeis;
  • Nunca encha demais uma caixa. O ideal é que ela fique “retinha” em cima – nem afundada, nem elevada;
  • Animais de estimação devem ser transportados em caixas específicas para tal. Informe-se em petshops;
  • Lembre-se de indicar “este lado para cima” em caixas com objetos mais frágeis;
  • Jóias e objetos mais valiosos devem ser transportados com você;
  • Monte algumas caixas para “a primeira noite” com artigos de primeira necessidade: pratos, talheres, copos, guardanapos, panos multiuso, toalhas, roupa de cama, mudas de roupas para os membros da família, chinelos, escovas e pastas de dentes, papel-toalha, sabonete, detergente, esponja, brinquedos para as crianças, sacos de lixo e o que mais você achar necessário. Essas caixas deverão ser abertas primeiro ao chegar na nova casa, portanto, embale-as por último.

mais em http://vidaorganizada.com/casa/mudanca/como-empacotar-tudo-para-mudancas/

Solução ecológica para manter a casa limpa

Moderno é ser ecologicamente correto, até na hora da limpeza de casa. Em pleno século 21, receitas da época da vovó voltaram definitivamente à moda. Baratos, fáceis de usar e com ação bactericida, produtos naturais como limão, vinagre, bicarbonato de sódio, canela e gelo substituem o mágico multiuso e têm função dupla na hora da faxina: além de poderosos contra a sujeira, são sustentáveis.

Quaisquer produtos químicos – por menor que seja a concentração tóxica – agridem o meio ambiente e a saúde. “Pele e unhas maltratadas são a prova de que o composto prejudica nossa vida. Vamos imaginar tudo isso descartado no esgoto. Não tem como visualizar uma cena positiva”, alerta o biólogo Henrique Seixas.

Uma solução ecológica para minimizar o estrago e manter o ambiente limpo é recorrer aos biodegradáveis. Dica útil para eliminar o bolor é usar o bicarbonato de sódio, que deve ser diluído em água e aplicado com uma bucha ou um pano. A mistura tem função de cândida e cloro e é excelente para limpar geladeira por dentro, já que elimina odores e não amarela as superfícies.

Para tirar ferrugem, limão e sal é uma composição natural perfeita e que cuida do planeta. Basta passar a mistura no local ou tecido enferrujados e colocar no sol para agir por alguns minutos. Depois de lavar com água abundante, a mancha simplesmente some. Por conta da acidez, o suco da fruta é capaz de dissolver até óleo, garante o biólogo.

Outra dica simples para eliminar mancha de roupas que entram em contato com peças de cor diferente durante a lavagem, é usar água gelada. A dona de casa Lourdes Conceição Silva, 53 anos, assegura que as manchas somem rapidamente. “Também costumo usar gelo para retirar o chiclete do tecido. Ele endurece e sai facilmente da roupa”, indica.

‘TOP 10’ da faxina natural
Vinagre branco não serve exclusivamente para temperar salada, está no topo dos produtos naturais de maior utilidade na arte da limpeza doméstica. Agente esterilizador, serve para limpar as partes interna e externa de móveis, carpetes e é eficaz até como amaciante de roupas.

Aliado para a limpeza pesada, o produto é excelente desinfetante e é usado para tirar gordura e neutralizar odores, portanto, além de limpar o chão da cozinha, também pode ser utilizado para eliminar a sujeira de vidros, como janelas e box do banheiro, que fica constantemente em contato com a gordura do corpo.

“Limpa sem estragar o verniz dos móveis”, reitera a diarista Maria de Lourdes Souza, 41 anos. Além disso, o vinagre evita fungos, protege e renova os fios de tecidos, por isso é usado na limpeza de tapetes.

Para perfumar a casa, opções clássicas. Chá de canela em pó – que também serve para minimizar o odor após a fritura – e cravo espetado em laranjas cortadas em rodelas são verdadeiros aromatizantes.

Cascas de limão e laranja também funcionam, basta queimá-las em uma pequena panela para obter um aroma cítrico e muito agradável depois de toda a limpeza sustentável.

fonte: http://br.mulher.yahoo.com/blogs/familia/solu%C3%A7%C3%A3o-ecol%C3%B3gica-para-manter-casa-limpa-191254460.html