Archive | Janeiro 2012

Criar um blog no WordPress

O WordPress também oferece um serviço de blogs grátis.

Para não variar, em primeiro lugar tens que te registar no site. Depois de feito o registo, podes começar a criar quantos blogs grátis quiseres.

O endereço do blog será do tipo http://nomedoblog.wordpress.com . Escolhe também um título, que poderá ser alterado mais tarde. Assim que o blog estiver criado, podes entrar no painel de administração em http://nomedoblog.wordpress.com/wp-login.php e começar a postar.

 

Na próxima lição vais aprender a criar um blog num domínio próprio, algo fundamental para quem quiser ter um blog de relevo. Até lá podes experimentar criar vários blogs grátis e ir descobrindo as funções das diferentes plataformas.

 

CRIAR O BLOG NUM DOMÍNIO

As plataformas de blogging alojadas em domínios gratuitos são inferiores ao que podes obter quando trabalhas no teu próprio domínio. Além disso, um sub-domínio grátis nunca te pertence verdadeiramente.

Um domínio custa menos de 10 euros e o alojamento está cada vez mais barato, se não estás disposto a investir estes valores em ti mesmo, então nunca vais ganhar dinheiro na net.

 

O domínio

O teu primeiro investimento vai ser um domínio. Este vai ser o endereço do teu blog e pode ter várias extensões. As mais comuns e acessíveis são .com e .net .

O domínio ficará para sempre ligado ao teu blog, portanto vale a pena dedicar algum tempo à escolha do melhor nome.

 

O alojamento

O segundo investimento é um servidor onde alojar o teu blog. Felizmente já se encontram alojamentos muito acessíveis e qualquer pessoa pode ter o seu site na web sem grandes custos.

Ao contrário do domínio, o alojamento pode ser alterado muitas vezes durante a vida de um site. Se não estiveres satisfeito com o servidor actual ou precisares de fazer um upgrade porque o blog está a crescer, não haverá qualquer problema para mudar.

 

P T W S

Agora que já sabes o que é preciso comprar para criar o teu blog em domínio próprio, está na altura de ir às compras. A PTWS é a empresa de alojamento que eu recomendo. Além de alojar o teu blog, a PTWS também regista domínios, portanto podes fazer tudo no mesmo sítio.

Os servidores estão em Portugal e a equipa que os gere também, o que pode ser importante para quem está a começar e precisa de ajuda para dar os primeiros passos. O Suporte Técnico da PTWS funciona 24 horas por dia, 365 dias por ano via Telefone, MSN, Email e Area de Apoio a Clientes (Tickets).

Se vais começar o teu primeiro blog, aconselho o plano BAL-2. Ao comprares este plano, que custa menos de 3€ por mês, recebes também um domínio .com ou .net grátis. Ou seja, por cerca de 30€ ficas com um domínio registado e o alojamento para o teu blog durante um ano.

Se seguires os próximos passos deste curso, vais recuperar esse investimento facilmente.

Ganhar esses 30 euros num mês com o teu blog será algo perfeitamente alcançável.

 

Se já tens estas informações e já fizeste o download dos ficheiros, podes começar a instalação.

• Muda o nome do ficheiro wp-config-sample-php para wp-config.php

• Abre o ficheiro wp-config.php num editor de texto e preenche as informações da base de dados

• Faz upload dos ficheiros do WordPress para o teu servidor

• Abre o ficheiro oteublog.com/wp-admin/install.php no teu browser

E pronto, já está! Se isto te pareceu confuso demais, pede ajuda ao suporte da PTWS.

Todos estes passos podem parecer assustadores para quem nunca criou um site no seu próprio domínio, mas são na verdade bastante simples. Se os seguires com atenção, dentro de 24 horas podes ter o teu blog online. Na próxima lição vamos aprender a configurar o blog, ou seja, vai começar a parte divertida!

 

CONFIGURAR O BLOG

Depois da última lição em que ensinei como criar um blog num domínio próprio, espero que tenhas ficado convencido(a) que vale a pena fazer um pequeno investimento num domínio e alojamento para seres realmente dono(a) do teu blog.

Felizmente, nem tudo custa dinheiro. O WordPress, por exemplo, é a melhor e mais versátil plataforma de blogging disponível e é completamente gratuito! A partir de agora vai ser nessa plataforma que vamos concentrar todos os esforços.

Se já tens o WordPress instalado, podes entrar no painel de administração e começar a configurar o blog ao teu gosto. Deves ter reparado que há algum conteúdo criado pelo WordPress – um post e um comentário de exemplo. Podes apagá-los e começar do zero.

A maior parte das opções do WordPress estão bem documentadas no próprio painel e podes partir à descoberta sem grandes preocupações. Vou falar das mais importantes.

 

As categorias

Embora possas acrescentar novas categorias ao teu blog a qualquer momento, convém ter uma estrutura definida logo de início. Pensa em que categorias queres colocar os teus posts e cria já aquilo que vai ser o esqueleto do blog. As categorias podem ainda ter subcategorias.

Sempre que criares um post, deves inseri-lo em pelo menos uma categoria. Podes associar várias categorias ao mesmo post, se for caso disso.

Habitualmente as categorias ficam listadas na barra lateral ou no cabeçalho do blog e permitem o fácil acesso a todos os posts sobre um determinado tema.

 

As páginas

No WordPress existem posts e páginas. Embora sejam muito semelhantes, têm propósitos diferentes.

Os posts são a essência do blog, aquilo que vais escrever no dia a dia. As páginas são conteúdo mais estático, que vai estar sempre presente.

O exemplo típico de uma página é a “Sobre mim”, onde o autor do blog se apresenta aos leitores. Esta página deve estar acessível desde o primeiro dia.

Outras páginas que podes pensar em criar no teu blog: Contacto, Privacidade, Publicidade.

 

Os comentários

Num blog de sucesso, os comentários são tão importantes como os posts. Portanto não aconselho a ninguém que não permita comentários no seu blog, mas há alguns cuidados a ter.

No limite da liberdade para comentar, qualquer pessoa pode deixar um comentário sem se identificar. No extremo oposto, podes só permitir comentários a utilizadores registados no blog, e até colocá-los em espera para serem aprovados manualmente.

O que eu costumo fazer é algo que fica no meio termo. Aceito comentários sem obrigação de registo, mas obrigo a inserir um nome e e-mail. Além disso o primeiro comentário de cada utilizador vai para moderação e, depois de aprovado, os seguintes entram directamente no blog.

 

Os links

A instalação base do WordPress já vem com uma lista de links introduzida. Mais uma vez, podes apagar tudo e começar de novo.

Os links também podem ser organizados em categorias e vão aparecer na barra lateral do blog. Podes começar o blog sem qualquer link para o exterior, mas ao longo do tempo vais querer partilhar sites relacionados que recomendas aos teus leitores.

 

O tema

O tema é o que define todo o aspecto do teu blog, e é independente do conteúdo. Podes mudar de tema sempre que te apetecer, mantendo a estrutura e o conteúdo intactos. Para começar, podes procurar um tema grátis, através do próprio painel de administração. Se vires algum que te agrade, é só clicar em instalar e ver como se adapta ao teu blog.

Em alternativa, podes procurar sites com temas na web, fazer o download dos ficheiros e enviá-los para o teu servidor por FTP.

Ainda há muito por explorar no WordPress, principalmente quando descobrires o poder dos plugins. Mas, por agora, concentra-te nestes aspectos mais básicos e em produzir conteúdo de qualidade para o blog.

 

PERSONALIZAR O BLOG

Se seguiste todas as lições até aqui, já tens um domínio e um blog WordPress alojado num servidor. Se já configuraste algumas opções do blog e começaste a escrever posts, estás no bom caminho!

Agora vamos dar o passo seguinte na construção de um grande blog, a personalização do tema. O tema que vem instalado por defeito com o WordPress é apenas o início, de certeza que queres algo mais atraente e original.

 

Temas gratuitos

Se és curioso e tens iniciativa, certamente já foste experimentar alguns temas gratuitos para o teu blog.

O método tradicional consiste em fazer download do tema e envia-lo para a pasta wpcontent/themes do teu site. Existem imensos temas gratuitos na net, podes encontrar grande parte deles em http://wordpress.org/extend/themes/motion

Nas versões mais recentes, o WordPress tem um método ainda mais simples de instalar estes temas.

No painel de administração do teu blog clica em:

Apresentação – Temas – Adicionar Novo

Agora podes procurar qualquer tema do arquivo e instalá-lo no teu blog sem qualquer dificuldade.

 

Temas Premium

Apesar de se encontrarem alguns temas de grande qualidade e gratuitos, a verdade é que a grande maioria são medianos. E os melhores acabam por ser utilizados em tantos sites, que te arriscas a ficar com mais um site igual aos outros.

A solução mais simples passa por comprar os chamados “temas premium”. Com preços mais ou menos acessíveis, estes temas oferecem uma qualidade muito superior e são utilizados em muito menos sites. Além disso, costumam ter algumas hipóteses de personalização, para obteres um resultado ainda mais original.

Hoje em dia há muitos sites a vender temas premium para WordPress, vou apresentar os meus favoritos.

 

B L O G O H B L O G

Este o típico site de temas premium. Temos uma dúzia de temas que podemos comprar individualmente. Cada tema pode ser comprado com licença para usar num domínio ($49.99) ou com uma licença ilimitada, bastante mais cara.

Se estás à procura de apenas um tema para utilizar num único blog, por cerca de 35 euros podes encontrar aqui a resposta.

 

T H E M E F O R E S T

Aqui temos uma verdadeira floresta de temas, para WordPress e não só. O Theme Forest é um mercado onde inúmeros autores colocam o seu trabalho à venda. Portanto podes encontrar de tudo, com mais ou menos qualidade, a preços mais ou menos elevados.

Há sempre novidades a entrar no Theme Forest e o tema perfeito para o teu blog pode muito bem estar aqui.

 

E L E G A N T T H E M E S

Para o fim deixei o meu preferido e o melhor negócio em relação qualidade/preço que já encontrei na internet!

Aqui podes encontrar dezenas de temas WordPress de grande qualidade e facilmente personalizáveis, por apenas $19.95. E não é $19.95 por tema (o que já seria barato), é por todos os temas disponíveis com licença para usar em quantos sites quiseres!

Um negócio da China que não encontras em mais lado nenhum.

É claro que ainda existem muito mais sites com temas para WordPress, mas por agora já tens uma lista muito boa de temas para explorar. Gastar 15 a 40 euros na imagem do teu blog é um excelente investimento, se encontrares o tema ideal.

 

PLUGINS ESSENCIAIS

Como já percebeste, o WordPress é uma plataforma muito poderosa para publicar um blog e existem templates de grande qualidade para todos os gostos. Apenas o WordPress associado a um bom template já é suficiente para teres um site muito profissional, mas hoje vamos ainda mais longe no desenvolvimento dos nossos blogs.

 

Plugins

Os plugins para WordPress são peças extra que se podem juntar à instalação base, com funções muito específicas. São desenvolvidos por autores de todo o mundo e existem às centenas. Normalmente são gratuitos, mas também existem alguns plugins pagos.

Um webmaster novato pode entusiasmar-se com a diversidade de plugins e começar a instalar tudo no seu blog. Não é uma boa ideia, se instalares muitos plugins aumentas o “peso” do teu blog e o risco de haver uma falha de segurança.

No entanto há uma série de plugins que são quase obrigatórios, porque corrigem pontos fracos do WordPress ou adicionam funções essenciais. É desses que vou falar.

 

I N S T A L A R  U M  P L U G I N

Em primeiro lugar tens que saber instalar um plugin. Nas versões mais recentes do WordPress o processo é extremamente simples.

Só tens que clicar em Plugins – Adicionar Novo e procurar pelo nome do plugin. Quando encontrares o plugin desejado, é só clicar em instalar e seguir as instruções.

Depois de instalado, o plugin pode precisar de ser actualizado de tempos a tempos.

 

Plugins essenciais

P L U G I N D E S E O

O WordPress é bastante amigo dos motores de busca, mas é importante instalar um plugin que optimize ainda mais os aspectos SEO do teu blog.

All in one SEO pack e Platinum SEO pack são duas das escolhas mais populares.

 

P L U G I N D E C A C H E

Quando um blog começa a receber muitos visitantes, é essencial gerar uma cache das páginas para não sobrecarregar o servidor com chamadas desnecessárias à base de dados.

O WP Super Cache é o meu eleito para esta função.

 

P L U G I N D E S I T E M A P

Se queres gerar um sitemap do teu blog para o Google indexar melhor as tuas páginas, podes encontrar vários plugins que desempenham essa tarefa automaticamente.

Nos meus sites utilizo o Google XMN Sitemaps.

 

P L U G I N D E P A G I N A Ç Ã O

Se queres ter um sistema de páginas com números em vez do simples “anterior” e “próximo”, o WP-PageNavi é o plugin que procuras.

 

P L U G I N D E B A C K U P

Fazer backups regulares dos teus blogs uma prática fundamental. Plugin como o DBC Backup e o WordPress Backup ajudam bastante nesta tarefa.

 

P L U G I N D E S P A M

O Akismet já vem instalado e só precisa de ser activado com uma key gratuita. Com este plugin podes dizer adeus ao SPAM nos comentários.

 

P L U G I N D E R E D E S S O C I A I S

Ninguém pode ignorar o poder das redes sociais como o Twitter e o Facebook. Existem uma série de plugins que permitem integrar estas redes no teu blog e vice-versa.

O Tweetmeme já se tornou um standard e um botão “like” do Facebook também é quase obrigatório.

 

O U T R O S P L U G I N S

Além destes plugins essenciais, cada blog é um caso particular e poder beneficiar de plugins específicos. Recomendo que leias os comentários dos outros utilizadores e que experimentes de tudo, mas mantém apenas os plugins que realmente são úteis.

 

CRIAR CONTEÚDO

Nesta fase já tens conhecimentos técnicos para criar um blog profissional. Apesar de tudo o que apresentei até aqui ser essencial à criação de um blog, o conteúdo é rei!

O conteúdo é o factor mais importante e mais exigente de qualquer blog. Não basta fazer alguns bons artigos, é preciso produzir conteúdo de qualidade de forma regular e consistente.

 

Foca-te num nicho

Muito poucos bloggers atingem o sucesso escrevendo sobre tudo o que lhes vem à cabeça.

Para isso funcionar é preciso que já sejam personalidades famosas ou que tenham um talento tremendo para cativar com a sua escrita.

Para o comum dos mortais, a única forma de conseguir leitores para um blog é focando-se num tema especifico que domine e onde seja capaz de criar conteúdo realmente relevante.

Quanto mais específico for o nicho e quanto melhor o dominares, mais fácil será tornares-te numa referência da área. E mais vale ser uma referência numa área pequena do que apenas mais um noutra área qualquer.

 

Escreve regularmente

Quando começamos um blog, a tendência é para escrever todos os dias, talvez até várias vezes ao dia. Passado algum tempo os ânimos acalmam e damos por nós a deixar passar semanas entre posts.

Um bom blogger não escreve desta forma irregular. Define uma estratégia realista e faz o possível por cumpri-la. Não é obrigatório publicar conteúdo todos os dias, 2 ou 3 artigos por semana podem ser suficientes.

Se tiveres períodos de maior produtividade, guarda alguns artigos para publicar mais tarde.

É certo que em algum momento não vais ter tempo para escrever e desta forma ninguém se vai aperceber.

 

Explora vários meios

Um post típico num blog contém texto e imagens ilustrativas. Mas isso é apenas o início.

Os bloggers de sucesso exploram todos os meios que a web coloca ao seu dispor. Alguns criam podcasts, uma espécie de programa de rádio que podes ouvir em qualquer altura.

Outros vão mais longe e produzem vídeos, criando os seus próprios “programas de televisão”.

O vídeo é um meio muito poderoso e permite ao blogger aproximar-se muito mais dos seus leitores. Ao criares o teu canal no YouTube e integrares os vídeos no blog, passas a outro nível de comunicação com o teu público.

Concluindo, coloca todo o teu empenho na criação do conteúdo. Cria algo original e valioso para os visitantes, e eles voltarão para receber mais, e mais e mais…

 

PROMOVER O BLOG

Agora que já sabes como se cria e gere um blog, só deves ter uma coisa em mente: como atrair leitores para o teu blog?

A verdade é que construir um excelente blog e publicar conteúdo de qualidade não chega para ter muitos leitores. É preciso saber como e onde divulgar o blog para chegar até ao público alvo.

 

Directórios de blogs

Os directórios de sites e de blogs permitem divulgar o teu blog, normalmente sem qualquer custo.

Hoje em dia os directórios não enviam muito tráfego, mas são links fáceis de obter e que ajudam a indexar nos motores de busca.

Submete o teu blog só quando estiver acabado e com algum conteúdo, para ser aprovado de certeza.

 

Lista de directórios de blogs

 

Agregadores de conteúdos

Nos agregadores de conteúdos podes submeter cada post do teu blog.

Além de cada submissão ser mais um link, os posts populares podem receber boas quantidades de tráfego.

Lista de agregadores de conteúdos

 

Fóruns

Procura os fóruns relacionados com o nicho do teu blog e regista-te. Em vez de entrares a spammar, estuda a comunidade e torna-te um membro activo.

Normalmente é permitido colocar um link para o teu blog na assinatura, e ocasionalmente podes referir os teus artigos em tópicos do fórum.

A reputação que construíres nos fóruns pode ajudar-te muito a desenvolver o teu blog.

 

Redes Sociais

As redes sociais, como o Facebook e o Twitter, são enormes fontes de tráfego. Mas primeiro tens que conquistar seguidores.

No Twitter, deves ser um utilizador activo, interagir com os outros utilizadores e partilhar mais conteúdos para além dos teus.

No Facebook, podes criar uma página de fãs para o teu blog. Coloca a caixa de fãs no blog e o botão “like” em todos os artigos.

 

Guest-posts

Fazer um guest-post consiste em escrever um artigo para outro blog, de preferência relacionado com o teu e de igual ou maior dimensão.

A vantagem é que te dás a conhecer a outros leitores e divulgas o teu próprio blog. Se escreveres um bom artigo, é natural que algumas pessoas vão espreitar o teu blog para ler mais.

Se fizeres tudo isto, vais começar certamente a receber tráfego no teu blog. Na próxima lição vou ensinar a fidelizar os leitores do blog, para garantir um crescimento sustentado.

 

FIDELIZAR OS LEITORES

Na última lição aprendeste a divulgar o teu blog de várias formas. Mas levar os leitores até ao teu blog é apenas o primeiro passo, depois é necessário tranformá-los em leitores fiéis e visitantes regulares.

Nunca é demais realçar que a qualidade do conteúdo é o factor mais importante na fidelização dos leitores. Se um visitante encontra um artigo que o ajuda ou inspira, é natural que queira seguir os posts seguintes do blog.

Existem algumas formas de ajudar esses leitores a receber os artigos futuros.

A subscrição deve ser visível e o mais simples possível.

 

Feed RSS

A forma mais clássica de subscrever um blog é através da sua Feed RSS. Assim, através de um leitor RSS, o subscritor recebe todos os posts futuros.

Conseguir subscritores por RSS deve ser uma prioridade, portanto o link para a feed deve ser bem visível e os visitantes devem ser encorajados a subscrever.

 

Newsletter

Captar o endereço de e-mail dos visitantes através da subscrição numa Newsletter é uma forma ainda mais eficaz de garantir que os subscritores vão voltar ao blog no futuro.

A partir do momento em que um visitante te autoriza a enviar-lhe mensagens para o mail, tens um canal de comunicação directo que podes explorar para lhe dar as novidades do blog ou até para ganhar dinheiro.

Esta é uma das ferramentas mais poderosas ao dispor de um blogger, mas também uma das mais complexas.

 

Redes Sociais

Já falei no Facebook e no Twitter como meios de captar novos leitores. Estas redes sociais são também uma forma de manter os fãs e seguidores sempre actualizados com as novidades do teu blog.

Podes actualizar manualmente os teus perfis nas redes sociais com links para os teus posts acabados de publicar, ou podes instalar plugins e aplicações que o façam automaticamente.

 

Os Comentários

A secção de comentários de cada post é fundamental para que os leitores voltem ao teu blog. Se for habitual ver discussões animadas nos comentários, os visitantes vão voltar a um post que já leram para ver o novo conteúdo gerado pelos próprios utilizadores.

É fundamental que o autor do blog dê resposta aos comentários, para que ninguém sinta que está a comentar em vão.

 

RENTABILIZAR O BLOG

Esta é a última lição do ebook, porque na verdade só faz sentido depois de dominares todas as outras. Se fizeste batota e saltaste para aqui sem executar os outros passos, dificilmente vais ganhar dinheiro a sério com o teu blog.

Por outro lado, se fizeste o teu trabalho de casa, então está na hora de colher os frutos.

 

AdSense

O Google AdSense é o sistema para ganhar dinheiro numa página web mais simples para quem está a começar. Por cada clique gerado num anúncio, ganhas dinheiro.

Os anúncios são contextuais, ou seja, adaptam-se ao conteúdo da página onde aparecem e ao perfil do visitante. Juntando a este factor uma quantidade muito grande de anunciantes nas mais diversas áreas, resulta um sistema capaz de gerar dinheiro desde o primeiro momento em qualquer site.

Apesar de ser muito simples de instalar, o AdSense requer muita experimentação com as posições e os tipos de anúncios até render o seu máximo.

 

Programas de Afiliados

Os programas de afiliados são mais complexos que os sistemas pagos por clique. Nos programas de afiliados ao webmaster é que escolhe as campanhas que quer promover e utiliza os banners, anúncios de texto, ou newsletters fornecidos. É possível ganhar dinheiro por clique, por formulário preenchido ou por venda, conforme o anunciante tiver definido.

 

H I F F I C I E N C Y

A Hifficiency é uma empresa de afiliação com sedeem Portugal. Contacom inúmeras campanhas para Portugal, Brasil, Espanha e vários outros países.

A Hifficiency procura afiliados já com alguma experiência, portanto se ainda não tens um site com tráfego significativo, poderás não ser aceite na plataforma.

 

N E T A F F I L I A T I O N

A NettAfiliation é o maior programa de afiliados em Portugal, com maior número de anunciantes e de afiliados. Para rentabilizar um site ou uma lista de mails em qualquer nicho, a NetAffiliation é uma aposta obrigatória.

Podes consultar na minha página Ganhar Dinheiro outros sistemas que utilizo nos meus sites.

Artigos Pagos

 

Outra forma comum para ganhar dinheiro com um blog é vender artigos pagos. Este método é popular porque capta mais a atenção dos leitores e chega também a quem lê o blog por RSS. Além disso, o artigo fica nos arquivos do blog para sempre.

Um artigo pago pode ser escrito pelo anunciante ou pelo próprio blogger.

 

Campanhas por mail

Caso tenhas desenvolvido uma newsletter associada ao blog, podes agora rentabilizá-la com envios de publicidade para a base de dados.

A conversão das campanhas feitas por e-mail é muito superior aos resultados que se podem obter através de banners no blog.

Agora que já sabes o básico sobre a criação, gestão e rentabilização de blogs, o meu conselho é que continues a aprender coisas novas todas os dias e que experimentes tudo para tirares as tuas próprias conclusões. Só assim vais conseguir encontrar o teu caminho para o sucesso.

 

fonte: http://www.webmilionario.com/ganhar-dinheiro/ (adaptado)

Anúncios

Abandone as desculpas que o impedem de fazer exercício físico

Verifique algumas das declarações que pode estar a dizer para si mesmo, contribuindo para a auto sabotagem:

“Desta vez, eu realmente vou cumprir! Quero dizer, eu estou totalmente comprometido!”

Ao utilizar esta afirmação a pessoa está a esforçar-se por convencer-se a si mesmo, mas utilizando uma estratégia que em nada irá contribuir para a orientar para a prática do exercício físico. Não irá ter sucesso e aumenta a probabilidade de furar o plano.

“Estou potencialmente pensando que talvez  pudesse juntar-me nesta classe.”

Neste caso, a pessoa ainda não implementou na sua mente a convicção necessária para decidir-se com aquilo que pretende. Ela não está comprometida. Sem comprometimento fundamentado nos ganhos que sabe ir conquistar, as afirmações de inteção tornam-se vazias de significado.

“Eu tenho que começar amanhã. Não adio mais!”

Esta afirmação denota uma elevada falta de determinação. A pessoa está descrente de que irá conseguir arranjar argumentos que a façam iniciar o exercício físico. E, muito provavelmente já anteriormente terá feito muitas vezes este tipo de discurso, sendo que nunca foi eficaz.

“Bem, à tarde não gosto. Pela manhã não tenho disponibilidade. Eu posso vir às terças-feiras ao meio-dia, mas não esta terça-feira. Talvez na próxima terça-feira … “

Se a pessoa usa este tipo de afirmação, nunca será boa hora ou existirá sempre algo mais importante para fazer. Aqui a questão não se prende com falta de tempo, mas com prioridades. Quando queremos algo, encaixamos isso no nosso tempo útil. A pessoa vai adiando, colocando o exercício para o fim da sua lista de coisas a fazer. Certamente não irá fazer.

“Assim que eu terminar esta tarefa para o Miguel, e esta outra para o António, eu vou fazer exercício físico.”

Mais eu vez, nesta firmação a pessoa vai usando os seus afazeres para criar um conjunto de barreiras que o obrigam a adiar a prática de exercício físico.

“Mal posso esperar para começar. Mas, primeiro, eu preciso comprar algumas roupas novas. E alguns sapatos novos. E preciso de comprar um T-shirt de algodão.”

A pessoa vai adiando o inicio, através de desculpas que são credíveis. Mas o objetivo é só um, protelar uma e outra vez a prática do exercício físico.

fonte: http://www.escolapsicologia.com/abandone-as-desculpas-que-o-impedem-de-fazer-exercicio-fisico/

princípios a levar em consideração para a obtenção e construção da sua sorte

 

  • Preparação. “Não é a vontade de vencer, mas a vontade de estar preparado para vencer que faz a diferença.” – Paul Bryant. O sucesso surge quando a sua preparação individual permite criar a oportunidade desejada. Você sente-se preparado? A preparação é a base do sucesso.
  • Comece já. “Aquilo que não se começa hoje, nunca se terminará amanhã.” – Johann Wolfgang von Goethe. Para atingirmos o objectivo desejado é necessário iniciarmos um grande conjunto de acções. Assim sendo, comece agora mesmo a fazer coisas e movimente-se face ao seu objectivo.
  • Caminhe na direcção do seu objectivo. O importante na vida não é tanto onde estamos, mas em que direcção caminhamos.” – Oliver Wendell Homes. Você está a caminhar na direcção certa? Se você está a caminhar na direcção certa independentemente da sua velocidade, existe a possibilidade de chegar ao seu destino traçado. Não é extremamente importante em que estado de desenvolvimento ou de conhecimento está, o que importa é o que é que está disposto a fazer para chegar onde quer. Não fique desmotivado porque ainda não chegou onde pretendia, é uma questão de tempo e manter-se fiel à sua determinação.
  • Visualize e actue. “Para realizar grandes coisas, necessitamos de sonhar e agir.” – Anatole France. Aquilo que sonha hoje, pode muito bem tornar-se realidade amanhã, se depois de sonhar você fizer algo para que se torne em realidade. Você precisa de criar um plano de acção para que passo a passo torne os sonhos em realidade.
  • Pense grande. “O maior perigo para a maioria de nós não está em definir o nosso objectivo muito alto e ficarmos aquém, está na definição do nosso objetivo muito baixo, e alcançarmos a meta.” – Michelangelo. Pense maior, se eu tiver uma chávena pequena, posso enchê-la com pouco água, se eu tiver uma chávena maior posso enchê-la com muita água. O seu pensamento pode considerar-se como a chávena, determina aquilo que pode obter da vida. Expanda o seu pensamento e você aumentará a sua sorte na vida.
  • Crescimento. “Nós todos estamos confrontados com uma série de grandes oportunidades brilhantemente disfarçadas de situações impossíveis.” – Charles Swindoll. A vida é sobre crescimento e desenvolvimento. Os desafios da vida, as aparentes impossibilidades são apenas oportunidades para crescer. Você necessita desses desafios. Como é que podemos crescer sem desafios? Os desafios tornam-nos mais fortes, tornam-nos melhores e mais capazes.
  • Seja Determinado. “O caminho certo para não falhar é determinar-se a ser bem sucedido” –Richard Brinsley Sheridan. Você está determinado a ser bem sucedido? quando você decide a ser bem sucedido, corta com todas as outra opções, quando você é determinado para o sucesso irá encontrar uma forma de o conseguir. Por isso mantenha o seu foco e o sucesso ocorrerá. A sorte está a caminho!

fonte: http://www.escolapsicologia.com/7-formas-de-conseguir-ou-construir-boa-sorte/

realizar desejos em 7 passos

PASSO 1.

  • desejo de atingir determinada meta.  O desejo deve ser astronómico! Como intensificar o desejo? Escrever todos os benefícios de atingir seu objetivo.  Quando a lista estiver  entre os 50 e os 100, o seu objetivo se torna incontrolável.

PASSO 2.

  • Escreva o seu objetivo.  Uma vez  escrito torna-se substancial e começa a ilustrar-se no seu subconsciente.

PASSO 3. 

IDENTIFICAR :

1) os obstáculos que terá de superar,

2) a ajuda que você terá de solicitar, como o conhecimento, a pessoas, organizações, etc.  Em cada caso, escreva-os numa lista e analise-os.

PASSO 4. Calendarize o seu objetivo. Analise em que ponto está  em relação à meta e, em seguida, meça quanto tempo você vai precisar para a completar.

PASSO 5. releia os detalhes das etapas 3 e 4 e faça um PLANO. Liste e  priorize todas as atividades. Reescreva a lista, otimize-a.

PASSO 6. Visualize o objetivo já realizado.  Projete-o na sua mente. pratique esse exercício várias vezes.

STEP 7. Voltar o seu plano com persistência e determinação. Nunca, nunca, nunca desista. . .

fonte: http://www.about-goal-setting.com/goal-setting.html

Dicas de auto-organização

Fazer meditação de um minuto através do site:

http://www.melhorconsciencia.com.br/2011/12/meditacao-em-um-instante

Assumir que a sua memória falha;

A mente humana seleciona as informações que vemos, ouvimos e lemos. Neste caso, mais vale ter um bloco de notas;

Traga sempre um bloco e uma caneta consigo;

Encontros e reuniões para o bloco. Se os outros se rirem, faça-lhes uma careta;

Escreva lá pedidos de todo o tipo;

Sempre que disser a alguém para fazer algo ou vice-versa anote com a data e a hora. Talvez não pensem que tem pouca memória, talvez o achem organizado;

Se tem um organizador electrónico portátil;

Use o verso de cartões de visita para ajudar a sua memória;

Arranje um arquivo de cartões;

Prepare uma lista de coisas a fazer todos os dias;

Planeie o que tem que fazer com bastante antecedência.

fonte: http://www.about-goal-setting.com/goal-setting.html