Arquivos

dicas para mudanças

Como empacotar tudo para mudanças

Este post faz parte do Especial – Mudanças, onde darei dicas para quem quiser se mudar baseadas em minha experiência pessoal, pois nos mudaremos muito em breve.

Na última atualização sobre o andamento da nossa mudança, eu falei um pouquinho sobre como estamos identificando as caixas (tem também um post só sobre o material para mudanças), mas o post de hoje é sobre o processo de empacotar – como fazer com objetos delicados, roupa de cama, sapatos e todos os outros itens da sua casa.

Alguns precisam de certas particularidades no processo e é sobre elas que vou falar nas dicas abaixo:

  • Os primeiros itens que devem ser embalados são os pequenos itens de cada cômodo – especialmente objetos decorativos, que não são de essencial utilidade -, principalmente nos quartos, sala e escritório. Os objetos na cozinha e no banheiro podem ainda ser utilizados antes da mudança e devem ser deixados por último;
  • Regra geral: embale primeiro o que você não usa no dia-a-dia e deixe por último os itens do cotidiano;
  • Prefira sempre caixas pequenas e médias às caixas grandes, pois são mais fáceis de carregar;
  • Reforce a parte de baixo das caixas de papelão com a fita adesiva;
  • Roupas podem ser armazenadas em malas de viagem, em vez de caixas;
  • Não utilize muitos sacos para embalar pertences, em vez de caixas, pois eles são menos resistentes;
  • Tente não encaixotar líquidos (frascos de shampoo, por exemplo), pois eles correm o risco de vazar com facilidade. Programe-se para utilizar o que já tem até a data da mudança e compre novos quando chegar ao endereço novo;
  • O que deve ser encaixotado e embalado somente no último dia antes da mudança: chuveiro, gás de cozinha, cosméticos, um par de toalhas, mudas de roupas e sapatos, alguns pratos, copos e talheres utilizados no dia e panos de limpeza em uso;
  • Caixas de papelão pequenas podem armazenar fotos e itens menores, mais frágeis. Embale cada um com a proteção que achar necessária (jornal, plástico-bolha etc);
  • Coloque bolsas menores dentro de bolsas maiores para facilitar o transporte;
  • Enrole tapetes e carpetes e amarre-os com uma cordinha;
  • Pratos e outros itens frágeis de cozinha devem ser embalados com plástico-bolha. Não economize nesse quesito;
  • Não utilize jornal diretamente sobre os objetos, pois eles podem ficar manchados. Utilize plástico-bolha e, em seguida, o jornal;
  • Utilize pequenos saquinhos plásticos para embalar parafusos e outros itens pequenos. Cole com fita adesiva junto a alguma parte do móvel que pertencem;
  • Cubra quadros com papelão e amarre com uma cordinha. Depois, embale com plástico-bolha;
  • Se precisar transportar móveis com gavetas, utilize o compartimento como própria embalagem para transporte. Coloque a gaveta dentro de um saco plástico e amarre bem com fita adesiva. Dessa forma, ao chegar na casa nova, bastará tirar de dentro do plástico e encaixar no móvel correspondente, já com o conteúdo dentro;
  • Aproveite a roupa de cama fofa (cobertores, edredons) para embalar objetos delicados do quarto, como um abajour;
  • Encaixote livros utilizando caixas pequenas para facilitar na hora do carregamento (as caixas não ficam tão pesadas);
  • Caixas grandes devem guardar coisas leves, como travesseiros, roupas de cama e outros itens maiores que não pesem tanto;
  • Algumas caixas podem ficar com espaços vazios. Se os objetos guardados ali podem se quebrar com o balanço do trajeto, é melhor preencher os espaços com jornais amassados, de modo que o objeto fique mais firme;
  • Para encaixotar quadros com frente de vidro, embale cada um com plástico-bolha e amarre com uma cordinha ou fita adesiva, para proteger;
  • Sempre que encaixotar itens frágeis, escreva claramente na caixa em questão “cuidado! vidros” ou “frágil”;
  • Utilize toalhas e panos velhos para embalar artigos mais frágeis;
  • Nunca encha demais uma caixa. O ideal é que ela fique “retinha” em cima – nem afundada, nem elevada;
  • Animais de estimação devem ser transportados em caixas específicas para tal. Informe-se em petshops;
  • Lembre-se de indicar “este lado para cima” em caixas com objetos mais frágeis;
  • Jóias e objetos mais valiosos devem ser transportados com você;
  • Monte algumas caixas para “a primeira noite” com artigos de primeira necessidade: pratos, talheres, copos, guardanapos, panos multiuso, toalhas, roupa de cama, mudas de roupas para os membros da família, chinelos, escovas e pastas de dentes, papel-toalha, sabonete, detergente, esponja, brinquedos para as crianças, sacos de lixo e o que mais você achar necessário. Essas caixas deverão ser abertas primeiro ao chegar na nova casa, portanto, embale-as por último.

mais em http://vidaorganizada.com/casa/mudanca/como-empacotar-tudo-para-mudancas/

Anúncios

tarefas semanais saudáveis

acordar e bocejar, sem esquecer de espreguiçar;

atirar o despertador ao chão;

beber um copo de água;

tomar um duche e cantar;

sorrir com uma piada seca de que se lembrou;

tomar o pequeno-almoço: leite com café ou chá verde (chá verde e café são preciosos), pão com sementes (ótimo para o bem estar físico e moral) e com manteiga (pouca, só para fazer o gostinho);

vá ao wc e leia uma revista idiota, vai ver que funciona;

alimente os animais e as crianças (não necessariamente por esta ordem);

passeie o cão com o gato nas costas e o papagaio no ombro; (dizem que baixa a tensão e chama a atenção)

vá trabalhar (ou pensa que é só coisas boas?);

beba um copo de água;

sorria aos colegas;

ande muito depressa de um lado para o outro (vão pensar que é o mais ocupado);

ofereça ajuda, mas desapareça antes que o colega tenha hipóteses de aceitar;

diga ao colega feioso que está bonito;

beba um copo de água;

conte piadas, mas não fale alto nem ria alto, pode incomodar quem está a trabalhar ou pode haver alguém com cefaleia;

convide alguém para almoçar, mas não fale de boca cheia;

coma uma verdura de que goste e um sumo de fruta ou fruta que aprecie. Coma devagar e páre de comer logo que estiver saciado;

ofereça um doce;

beba um copo de água;

trabalhe e mentalize-se para gostar do que está a fazer;

despeça-se dos colegas com um sorriso;

abrace o conjuge, os filhos, os animais e cumprimente a auxiliar doméstica;

beba um copo de água;

passeie de novo os animais;

lanche, seguindo as regras do pequeno almoço e do almoço;

faça um pouco de ginástica às articulações: rodar o pescoço, os ombros, a bacia, os joelhos, os pés, as mãos e os braços 5 a 10 vezes;

beba um copo de água;

veja um pouco de tv;

arrume alguma coisa (uma gaveta, uma prateleira);

limpe alguma coisa (uma bacia, um vidro);

faça um jantar leve que inclua uma sopa;

leia um pouco ao som de uma música calma;

beba um copo de água;

pegue no seu ursinho e

boa noite 🙂

PS – Não se aplica a professores!!!

Dicas de auto-organização

Fazer meditação de um minuto através do site:

http://www.melhorconsciencia.com.br/2011/12/meditacao-em-um-instante

Assumir que a sua memória falha;

A mente humana seleciona as informações que vemos, ouvimos e lemos. Neste caso, mais vale ter um bloco de notas;

Traga sempre um bloco e uma caneta consigo;

Encontros e reuniões para o bloco. Se os outros se rirem, faça-lhes uma careta;

Escreva lá pedidos de todo o tipo;

Sempre que disser a alguém para fazer algo ou vice-versa anote com a data e a hora. Talvez não pensem que tem pouca memória, talvez o achem organizado;

Se tem um organizador electrónico portátil;

Use o verso de cartões de visita para ajudar a sua memória;

Arranje um arquivo de cartões;

Prepare uma lista de coisas a fazer todos os dias;

Planeie o que tem que fazer com bastante antecedência.

fonte: http://www.about-goal-setting.com/goal-setting.html